Todos os posts de admin

DÉCIMA NOITE SANTA – 3 de janeiro


As 12 Noites Santas

DÉCIMA NOITE SANTA – 3 de janeiro

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Abra seu coração, reconheça o amor em si e nos outros. Ele não está assentado em laços físicos, mas espirituais.


De novo sai o sol, atravessamos um novo dia e vem o cair da noite. Uma estrela brilha no céu, emanando seu brilho da Constelação de Gêmeos, o portal através do qual emanam as forças espirituais dos Serafins, os Seres do Amor. Amor que não está mais assentado nos laços físicos, nos laços da paixão, mas em laços espirituais. O amor fraterno.

O mito grego de Kastor e de Polydeukes, irmãos que eram filhos da mesma mãe com pais diferentes, sendo que Castor era mortal e Polydeukes imortal. Ocorreu que Castor morre e o seu irmão vai até Zeus e pede que a sua imortalidade seja retirada e concedida a Castor; Zeus comovido, torna ambos imortais e os coloca no céu na forma de uma constelação, a constelação de Gêmeos!

Ele os eleva à condição macrocósmica, e o que os torna imortais não são os laços de sangue, mas o abrir mão de si mesmo, que é a forma ainda mais elevada de Amor!

No Evangelho temos a expressão dessa forma de amor: “onde dois estiverem reunidos em meu nome eu estarei no meio deles” – abre-se mão do próprio Eu, e ganha-se um outro Eu que é eterno.

A fraternidade é o mais poderoso impulso para a vida social, porque ela pode quebrar as barreiras de status, etnia e crenças.

Na décima Noite Santa, através do portal de Gêmeos, os impulsos espirituais dos Serafins ajudam a vencer a barreira do individualismo e da solidão.

Nesta noite abra o seu coração, reconheça o bem em si e nos outros. Da região de Gêmeos, os Serafins, Espíritos do Amor, trazem a você impulsos para vencer a barreira do individualismo e da solidão e encontrar sentido na união e na fraternidade…

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




NONA NOITE SANTA – 2 de janeiro


As 12 Noites Santas

NONA NOITE SANTA – 2 de janeiro

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Criemos o espaço de aconchego na alma para que os momentos de transição ocorram de forma harmoniosa.


De novo sai o Sol, atravessamos um novo dia e vem o cair da noite.

Uma estrela brilha no céu, emanando o seu brilho da Constelação de Câncer, o portal do qual emanam as forças espirituais dos Querubins, os Seres da Harmonia.

Foi a ação dos Querubins no início da evolução que criou o cinturão protetor de estrelas em volta do nosso sistema separando-o da totalidade macrocósmica.

Esta ação está expressa na própria configuração do tórax: as forças de Câncer configuram os doze pares de costelas, o invólucro protetor físico do coração, o órgão da vida.

Os Querubins trazem o impulso para que as transições de um ciclo para outro ocorram de forma harmoniosa. Eles atuam na forma da espiral cujas forças vêm do ciclo anterior, criam um invólucro e se direcionam para o próximo ciclo – em uma seqüência repetitiva, harmoniosa. Podemos observar essas espirais cósmicas também em ciclos menores da natureza . São os Querubins que cuidam, por exemplo, que a semente do outono renasça como uma nova planta na primavera…

Essas transições no nosso desenvolvimento às vezes se apresentam de forma dramática, como crises .

Na nona Noite Santa, através do portal de Câncer, recebemos os impulsos espirituais dos Querubins, que nos trazem força para nos harmonizarmos com o novo e cria aconchego para que os momentos de transição ocorram de forma harmoniosa.

Nesta noite, deixe de lado a apreensão pelo que está em transição na sua vida. Da região de Câncer , os Querubins, Espíritos da Harmonia, trazem a você a força da harmonia com o novo e aconchego para os momentos de transição.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




OITAVA NOITE SANTA – 1 de janeiro


As 12 Noites Santas

OITAVA NOITE SANTA – 1 de janeiro

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Tenha a coragem e a prontidão de realizar no exterior o que é determinado a partir de dentro: da voz do coração.


Nasce um novo Sol, atravessamos mais um dia e vem o cair da noite. Uma nova estrela brilha no céu, emanando luz da Constelação de Leão, portal do qual emanam as forças dos Tronos, os Seres da Vontade.

Alcançamos a primeira hierarquia, de seres espirituais muito evoluídos que manifestam as intenções divinas atuando da esfera macrocósmica para dentro do nosso sistema solar.

Na evolução, os Tronos eram seres tão completamente conscientes de si que seu querer era sua própria substância, e este querer é tão exaltado que estes seres produziam calor e doaram sua própria substância.

As forças de Leão configuraram o coração humano e os dirigentes da Antiguidade e os reis da Idade Média associavam sua realeza com este signo, que era relacionado com a coragem e a prontidão de realizar no exterior o que é determinado a partir de dentro: da voz do coração.

Na oitava Noite Santa, a partir do portal do Leão, recebemos os impulsos de entusiasmo e coragem para enfrentar as provas que o destino nos traz.

Nesta noite, abandone o medo dos desafios que você tem pela frente. Da região de Leão, os Tronos, Espíritos da Vontade, trazem a você poderosas forças para vencer as provas que as suas escolhas lhe trazem.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




2021- QUE O AMOR FLORESÇA NOVAMENTE EM NOSSOS CORAÇÕES


2021 – QUE O AMOR FLORESÇA NOVAMENTE EM NOSSOS CORAÇÕES

Leonardo Maia


Desejo que em 2021 sejamos capazes e dignos de amar novamente: que superemos a polarização e o embate em prol da dignificação e florescimento de todos os seres humanos – o único possível e verdadeiro caminho para a humanidade.


Todos nós estamos vivenciando uma grande catarse.

Estamos iludidos pelas próprias bolhas ideológicas e identitárias nas quais mergulhamos, onde meu ego encontrou satisfação por identificação e força para autoafirmação. Dentro da minha certeza intransigente, olho para fora dessa bolha e aponto, vorazmente, todas as facetas obscuras externas que não reverberam em minha alma. E eles não terão mais meu perdão. Serão expurgados do meu sentido humanitário, mesmo que sejam vítimas de suas próprias inconsciências. Por outro lado, sou incapaz de perceber minhas próprias sombras, e reajo com truculência e pessoalidade a tudo que possa expor qualquer fragilidade ou inconsistência de ação, pensamento ou sentimento da minha parte – que existem, pois somos todos humanos.

A empatia, altruísmo e sentido humanitários verdadeiros só valem sob a condição da reafirmação de meus próprios pensamentos – algo completamente egoísta.

Percebemos que muitos estão adormecidos, inconscientes seguindo um fluxo obscuro, se tornando indiferentes ao outro ser humano e tendo suas necessidades de satisfação pessoal potencializadas, mas eles são vítimas que precisam do nosso apoio para se reerguer em direção ao Amor. Estão adormecidos e precisam da nossa ajuda. Com responsabilidade e conscientização incisiva, porém como amorosidade, abertura e acolhimento.

Porém nós também nos tornamos indiferentes a eles – bandido bom é bandido morto/adormecido bom é adormecido morto. Nós os abandonamos, principalmente aqueles que estão fora do meu pequeno círculo social/familiar.

A qualquer deslize ou fuga do nosso delimitado espectro ideológico, a pessoalidade e imperdoabilidade assumem nosso ser. Daí surgem os embates e o cancelamentos.

Desejo à todos neste próximo ano:

– Que nossas certezas intransigentes não sobreponham nossa capacidade de amar ao próximo.
– Que a semente da Humanidade Universal encontre solo fértil no coração de cada um: valores como bondade, respeito, gentileza e amor para com a liberdade e dignidade de TODOS os seres humanos – não apenas aqueles que me reafirmam ou participam da minha bolha ideológica.
– Que as forças do coração se fortaleçam novamente e o amor prevaleça.
– Que superemos a polarização e o embate em prol da dignificação e florescimento de todos os seres humanos – o único possível e verdadeiro caminho para a humanidade.
– Que sejamos capazes de superar a intolerância e divergências e caminhar juntos em direção a um propósito maior comum.

Uma alma toca a outra, e quando acolhemos o outro em nossa alma, somos capazes de transformar e redimir as mais profundas sombras. É um desafio, mas teremos que enfrentá-lo.

Faço votos para que, em 2021, o Amor floresça novamente em nossos corações:

“Que o seu pensar seja claro, verdadeiro, sem julgamento, ponderado. Que seu sentir seja aquecido, amoroso, com compaixão pelo outro, trazendo a verdade do amor latente em si. Que sua ação seja fiel a uma causa, apaziguadora. Que você possua a virtude de fazer o bem. Que você possa ajudar ao outro ser humano e acompanhá-lo. Que você desenvolva o sentido humanitário e coloque a sua força à disposição da humanidade. Que você Ilumine com sabedoria os lados negativos ou sombras. Que você possa ajudar o outro a encontrar suas metas e realizá-las. Que você acompanhe o destino do outro, ajude-o a encontrar os lados positivos da vida para aproveitar, para um todo maior, as qualidades positivas de cada um.”

Leonardo Maia


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




SÉTIMA NOITE SANTA – 31 de dezembro


As 12 Noites Santas

SÉTIMA NOITE SANTA – 31 de dezembro

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


A Virgem é a imagem terrestre da Alma Cósmica – Sofia, corresponde ao aspecto de nossa alma que permanece intocada pelas necessidades terrestres e que pode acolher e gerar o Espírito individualizado.


De novo temos o nascer do sol que anuncia o novo dia, e no final deste o cair da noite. Uma nova estrela brilha no céu emanando luz da Constelação da Virgem o portal do qual emanam as forças dos Kyriotetes, os Seres da Sabedoria, também chamados Domínios.

Na evolução, eles acordaram ao perceber a existência de outros Seres, para os quais criaram então o espaço do acolhimento. Estamos ainda no âmbito da segunda hierarquia, os Seres que acolhem e realizam os planos divinos.

As forças do Signo da Virgem configuraram o ventre, que é um aspecto físico do feminino que pode receber e gerar outro ser. A alma, a nossa vida interna também tem esta qualidade do feminino, de levar para dentro, de acolher no íntimo e de guardar a nossa essência, o nosso Eu.

A Virgem é a imagem terrestre da Alma cósmica, a Sofia, e ela é considerada virgem porque corresponde a um aspecto de nossa alma que permanece intocada pelas necessidades terrestres, e pode então acolher e gerar o Espírito individualizado em nós. Isto significa um estado de entrega e doação constantes, de cortesia e polidez.

Na sétima Noite Santa através do portal da Virgem recebemos os impulsos espirituais dos Kyriotetes, que são capacidades de criar o espaço para algo novo Ser gestado no íntimo, e de encontrar forças a partir do seu próprio interior, para fazer desabrochar a sua vida.

Nesta noite concentre-se, como faz a semente, na essência do que você quer realizar. Da região da Virgem, os Kyriotetes, Espíritos de Sabedoria, trazem a você a capacidade de encontrar forças a partir do seu próprio interior, para fazer desabrochar a sua vida.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




SEXTA NOITE SANTA – 30 DE DEZEMBRO


As 12 Noites Santas

SEXTA NOITE SANTA – 30 DE DEZEMBRO

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Devemos aceitar nossas fraquezas para receber os impulsos espirituais para sua superação e transformação.


Temos o nascer do sol, a passagem de mais um dia e o cair da sexta Noite Santa. Uma nova estrela brilha no céu, irradiando da Constelação de Balança o portal através do qual emanam as forças espirituais dos Dynamis, também chamados de Virtudes, os Seres do Movimento! Continuamos no âmbito da segunda hierarquia.

Na evolução, os Dynamis acordaram ao perceber o que estava ocorrendo a sua volta, e atuaram criando um equilíbrio dinâmico, uma correta relação, uma permanente reciprocidade entre as coisas. Estar em desequilíbrio significa estar separado, não estar inserido na unicidade de todas as coisas. Suas forças configuraram a bacia, que é responsável pelo equilíbrio, no manter-se ereto.

No processo terapeutico biográfico, estudamos a expressão da Balança por volta dos 28 anos, que é o marco de mudanças entre as forças do passado que nos carregaram até aí e as forças do futuro que trazem a possibilidade de uma nova expressão da nossa individualidade através da nossa capacidade de transformar a herança da educação herdada.

Os Dynamis nos oferecem a possibilidade de colocar as influências do passado e as possibilidades do futuro, o dentro e o fora, os processos de fusão e de separação, em uma correta relação de reciprocidade, em um equilíbrio dinâmico.

Na sexta Noite Santa, através do portal da Balança, recebemos dos Dynamis, ou Virtudes, os impulsos espirituais para desenvolver o equilíbrio interior e conseguir conter as forças de dispersão, para que tenhamos uma vida coerente e harmoniosa.

Nesta noite reconheça quais os pontos de equilíbrio de sua vida. Da região de Libra, os Dynamis, Espíritos do Movimento, trazem a você a capacidade para equilibrar na alma as forças de dispersão e ter uma vida coerente e harmoniosa.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção e direção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




QUINTA NOITE SANTA – 29 DE DEZEMBRO


As 12 Noites Santas

QUINTA NOITE SANTA – 29 DE DEZEMBRO

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Devemos aceitar nossas fraquezas para receber os impulsos espirituais para sua superação e transformação.


Nasce de novo o sol, atravessamos um novo dia e cai a noite e uma nova estrela brilha no céu irradiando da Constelação de Escorpião através da qual emanam as forças espirituais dos Exusiai, os Seres da Forma, também chamados de Potestades ou Poderes. Agora atingimos o âmbito da segunda hierarquia.

Eles também foram seres de um estado evolutivo anterior tão avançados em seu processo que podem acolher os planos divinos e torná-los manifestos, de forma que haja uma concordância entre a esfera macrocósmica da consciência do Cosmos e o nosso sistema Solar, que é uma expressão microcósmica onde a nossa existência humana está inserida, onde acontece a nossa biografia, humana.

Os Exusiai estão envolvidos nos processos de criação de um novo ser, na transformação de uma forma em outra, na metamorfose constante da substância.

Na Bíblia eles são chamados de Elohins, e no corpo humano as forças de Escorpião configuraram os genitais a partir dos quais é possível a procriação ou seja, a criação de um novo ser físico.

Estamos no âmbito das forças sexuais, que são as forças que oscilam tanto para o egoísmo mais absoluto, aquilo que pode ser caracterizado como o mal, porque ao oferecer a possibilidade da maior satisfação imediata podem subjugar o humano ao nível do animalesco.

Mas que também trazem uma das maiores possibilidades para a superação do egoísmo e transcendência de forças. Se em Sagitário tínhamos a imagem de um cair e levantar constantes entre o animalesco e o humano, aqui temos a imagem de uma luta, na nossa vida interior, entre a morte e ressurreição.

E esta é uma luta muito individual, onde em liberdade oscilamos entre as sombras que obscurecem o nosso ser, os esconderijos onde vive o Escorpião venenoso, e as forças de expansão do Ser, representadas pela águia que se eleva às alturas e de lá contempla o Todo.

O Escorpião é então o signo das forças duplas, tanto destrutivas, retrógadas, que mudam constantemente de aparência e invadem a nossa alma trazendo caos à nossa vida, como é também portador de forças construtivas que têm a ver com transmutação constante e contínua superação, para que a substância divina, o Espírito, possa em nós ser plasmado de novo e sempre! No Apocalipse, esta característica de forças duplas é apresentada como a espada de dois gumes.

Nesta quinta Noite Santa, recebemos através do portal de Escorpião os impulsos espirituais dos Exusiai, ou Potestades, para aceitar por um lado as nossas fraquezas, e por outro lado receber os impulsos espirituais para a superação e transformação dessas forças.

Nesta noite procure ficar em paz consigo mesmo. Da região de Escorpião, os Exusiai, Espíritos da Forma, trazem a você a capacidade de renascer das crises e de todos os processos de perda, impotência, dor e desespero.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção e direção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




QUARTA NOITE SANTA – 28 DE DEZEMBRO


As 12 Noites Santas

QUARTA NOITE SANTA – 28 DE DEZEMBRO

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Reavalie suas qualidades pessoais e sustente impulsos mais abrangentes que contenham metas espirituais.


Atravessamos mais um dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando da Constelação de Sagitário, de onde emanam as forças espirituais dos Arqueus, os Seres da Personalidade, também chamados de Principados. Isto significa que eles não só possuem um Eu como sabem que o possuem e através dessa consciência intensificada eles criam uma imagem de si no exterior. Eles projetam no exterior a força de sua luta interna que é a própria luta do centauro, do ser humano emancipado por um lado na sua inteligência mas por outro lado, em luta constante para superar suas forças animalescas, seus instintos selvagens, suas forças egoísticas.

Os Arqueus são considerados os Espíritos do Tempo porque essa luta é a própria luta do desenvolvimento humano no nosso tempo, abrangendo algo que ultrapassa todas as etnias e se torna uma influência cultural na nossa civilização.

Aqui a tarefa anterior dos Arcanjos, que era proteger a sabedoria cósmica das intenções egoístas é ampliada pelos Arqueus, estando expressa no desafio da nossa civilização moderna na luta entre o materialismo exacerbado e a preservação dos recursos naturais.

No portal sul da Catedral de Chartres, a escultura de Micael preside as 3 hierarquias. Rudolf Steiner constantemente se refere a ele como o Regente desta nossa Época, com a missão de dominar o Dragão, o ser mítico representado pelo nosso intelecto, quando a sabedoria cósmica é apropriada através da compreensão das leis, através da ciência natural e precisa ser colocada no mundo de forma mais ampla para o bem de todos. Tanto no aspecto pessoal de construção da personalidade como neste aspecto temporal, esta luta representa um cair e levantar constantes.

Nesta quarta Noite Santa recebemos através do Portal do Sagitário os impulsos espirituais dos Arqueus, também chamados de Principados, para o fortalecimento da personalidade, de forma que tenhamos forças de estabelecer e sustentar impulsos mais abrangentes na nossa vida que nos orientem para o futuro e que contenham metas espirituais para a nossa existência.

Nesta noite reavalie as suas qualidades pessoais. Da região de Sagitário, os Arqueus, Espíritos da Personalidade, lhe trarão as forças da inteligência que erguem você, que sustentam você, e apontam a direção do futuro. Eles injetam clareza no seu pensar para que você perceba e assuma o compromisso com o que há de melhor em você.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção e direção: Gabriel Lehto

___

Faça um pix e ajude o trabalho da Biblioteca:
Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia

___


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




TERCEIRA NOITE SANTA – 27 de dezembro


As 12 Noites Santas

TERCEIRA NOITE SANTA – 27 DE DEZEMBRO

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Anseie pelo bem de todos. Fortaleça sua personalidade através da expansão da luz e autonomia de sua inteligência.


Atravessamos mais um dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando da Constelação de Capricórnio o terceiro degrau nesta escada espiritual. Deste portal emanam para nós as forças espirituais dos Arcanjos. Os Arcanjos são denominados Seres da Luz.

Rudolf Steiner os descreve na Ciência Oculta como aqueles seres que durante a evolução acordaram ao enxergar o seu próprio reflexo no exterior. Quando eles doaram sua própria essência, essa sua essência era a própria Luz que se irradiou para os quatro cantos do universo.

A luz dos Arcanjos é representada hoje em nós pela nossa inteligência, que se irradia para o meio ambiente e se torna consciente de sua própria existência, para nós mesmos e para o mundo.

Os Arcanjos se tornaram, na evolução, guardiões da inteligência cósmica, com a missão de proteger o amor divino contido na Inteligência que criou e transformou tudo em sabedoria para o bem de todos.

Nesta terceira Noite Santa recebemos através do Portal da Constelação de Capricórnio os impulsos dos Arcanjos para o fortalecimento da nossa personalidade através da expansão da luz e autonomia da nossa inteligência.

Nesta noite anseie pelo bem de todos. Elevando a alma às alturas espirituais e unindo –se ao ser do Cristo, a visão do seu lugar no mundo e do que você precisa realizar se tornará mais clara. Da região de Capricórnio, os Arcanjos, espíritos das cosmovisões, trarão coragem para você alcançar suas metas.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




SEGUNDA NOITE SANTA – 26 de dezembro


As 12 Noites Santas

SEGUNDA NOITE SANTA – 26 DE DEZEMBRO

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


Devemos enxergar e permanecer fiéis aos nossos ideais, que apontam para onde devemos seguir.


Nasce o Sol, atravessamos o segundo dia, cai a noite e uma nova luz brilha no céu irradiando da Constelação de Aquário o segundo degrau desta escada espiritual. Deste portal emanam para nós as forças espirituais dos Anjos.

Os anjos são representados pela figura de um ser que derrama a água, o símbolo da vida, e assim eles também são chamados de “Filhos da Vida”.

Eles são os seres espirituais imediatamente superiores a nós, mantendo conosco uma relação próxima. Os encontramos logo cedo no nascimento, quando “parecemos anjos”, nosso corpo vital ainda muito latente, cheio de vida.

Na nossa infância eles são chamados de “Anjo da Guarda”. São representados em todas as culturas protegendo uma criança dos perigos, sendo o seu guia e como guia permanecem ao longo de toda a vida.

Quando estamos em dúvida em relação a que caminho seguir, “Perguntamos a nosso anjo da guarda” sobre qual decisão tomar.

Na vida adulta ele se transforma em nosso Guia Espiritual, nosso verdadeiro Self . “Assim deverás ser” nos fala no íntimo, transmutando contínuamente forças vitais em forças de consciência, fazendo surgir nos pensamentos as imagens orientadoras para a nossa vida.

Nesta segunda Noite Santa recebemos através do Portal da Constelação de Aquário os impulsos dos Anjos para que possamos enxergar e permanecer fiéis aos nossos ideais. Os nossos ideais iluminam e protegem o nosso caminho e apontam para onde devemos seguir.

Nesta noite pense no que você quer alcançar neste ano que se inicia e olhe também para o seu estado de saúde. Da região de Aquário, o Anjo que tem sido o seu Guia Espiritual através de suas sucessivas vidas, irá iluminar suas metas individuais para este ano que se inicia. Ele também vai fortalecer a qualidade pessoal para você se tornar o agente da sua própria saúde.

Texto: Edna Andrade
Narração: Mirna Grzich
Produção: Gabriel Lehto


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia