DÉCIMA PRIMEIRA NOITE SANTA – 4 de janeiro


As Doze Noites Santas

DÉCIMA PRIMEIRA NOITE SANTA – 3 de janeiro

Texto: Edna Andrade / Narração: Mirna Grzich

Produção e direção: Gabriel Lehto


Da força que leva ao progresso emana a plenitude do amor divino inspirada como persistência em relação ao que se pretende alcançar.

“Na décima primeira Noite Santa através do portal do Touro o Espírito Santo emana a plenitude do amor divino inspirada como persistência em relação ao que se pretende alcançar. Nesta noite, deixe seu olhar buscar novos horizontes para a sua vida. Foram as forças do Touro que configuraram a laringe, o órgão da fala, que segundo Steiner está em transformação, e ele diz que nos estágios evolutivos futuros do ser humano. A palavra será como uma lança sagrada de expressão do amor divino. Da região de Touro, o Espírito Santo traz a você a força da persistência que leva ao progresso.”


De novo vem o Sol e um novo dia e ao cair da noite uma estrela brilha no céu emanando seu brilho da Constelação de Touro portal por onde adentra à esfera do Zodíaco vindo das regiões macrocósmicas o sopro do espírito.

Se lembrarmos dos Reis Magos estava próximo o lugar onde se encontrava a criança e iluminando a noite o brilho da estrela que os precedia ampliava enormemente a dimensão do deserto. A alma se elevou tocando outra dimensão que não é terrena e o Espírito Santo adentra a dimensão humana manifestada no Batismo de João sob a forma de uma pomba.

É uma noite de grande expansão da alma, os horizontes se ampliam e a nossa alma pode se elevar a um estado anímico cósmico alcançando a dimensão da alma do Cosmos, da Sofia divina e sentir a presença do espírito . No Antigo Egito isto era representado nas esculturas que portavam os chifres do Touro com o espaço entre eles preenchido por um disco solar coroando a cabeça do faraó considerado o descendente direto de Deus.

Foram as forças do Touro que configuraram a laringe, o órgão da fala que segundo o Steiner está em transformação e que nos estágios evolutivos futuros do ser humano a palavra terá de novo a força plasmadora referida nas Gênesis de todas as religiões. No princípio era o verbo e o verbo estava em Deus.

A palavra será como uma lança sagrada de expressão do amor divino.

Na décima primeira Noite Santa através do portal do Touro o Espírito Santo emana a plenitude do amor divino inspirada como persistência em relação ao que se pretende alcançar.

Texto: Edna Andrade / Narração: Mirna Grzich

Produção e direção: Gabriel Lehto

Introdução às 12 Noites Santas – clique aqui

Primeira Noite Santa – clique aqui

Segunda Noite Santa – clique aqui

Terceira Noite Santa – clique aqui

Quarta Noite Santa – clique aqui

Quinta Noite Santa – clique aqui

Sexta Noite Santa – clique aqui

Sétima Noite Santa – clique aqui

Oitava Noite Santa – clique aqui

Nona Noite Santa – clique aqui

Décima Noite Santa – clique aqui


Sinta se o conteúdo faz sentido para você ou não para compartilhar:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *