Desvitalizando o corpo da criança


DESVITALIZANDO O CORPO DA CRIANÇA

Patricia Arruda Fonseca


“A infância é caracterizada pela dinâmica da exploração e aprendizado por meio de suas próprias experiências. Porám hoje as crianças tendem a ser muito mais neurossensoriais do que propriamente sensório-motora, ou seja, as crianças são obrigadas a descobrir o mundo pelo pensar em vez de ser pelo sentir e agir sobre o mundo. Será que seu filho está tendo que pensar cedo demais, sentar cedo demais, parar cedo demais?”


O mundo com o tato e o mundo com todos os outros sentidos tem muito mais sabor. O mundo da ação e o mundo do movimento sobre o mundo tem muito mais sentido. Se as crianças não estão mais podendo ser criança, então está sendo perdida a energia vital do corpo e isso desvitaliza o organismo.

Os pais têm medo que a criança fique um ano atrasada na escola, mas esquecem que elas precisam explorar o mundo para aprender a coordenar seus reflexos em relação aos objetos e aos outros, aprender a coordenar seus movimentos, entender o ritmo da vida , do corpo .

No entanto, o corpo só se forma durante um período especial e limitado da vida por meio do movimento sobre o mundo, na infância. Período este caracterizado pela dinâmica da exploração, aprender por meio de suas próprias experiências.

Se seu filho está tendo que pensar cedo demais, sentar cedo demais, parar cedo demais, alivie-o um pouco desse pensar, desse sentar, desse parar. Deixe-o brincar e mexer bastante. O mundo precisa ser descoberto e explorado. Sensações maravilhosas precisam vir a ser antes mesmo de começar a organizar os seus pensamentos .

O brincar ajuda a tirar a tensão e a pressão da cabeça e puxar para o sistema metabólico e motor, onde a pressão deve estar. E isso serve também para os adultos.

Hoje tem, o que denuncia um excesso de tensão na área da cabeça, um excesso de pensamentos, por não podermos ser antes de estar.

Quando somos crianças, não somos o inteiro e sim a metade de um todo que está em formação, dependemos muito do outro para nos manter vivos e aprender.

Mensagem: A hiperatividade e a falta de atenção pode estar sendo o resultado de uma prisão corporal.


APOIE ESTE TRABALHO:


Sinta se o conteúdo faz sentido para você ou não para compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *