Guerra de todos contra todos


GUERRA DE TODOS CONTRA TODOS

Leonardo Maia


Segundo a Antroposofia, o caminho regular da evolução humana é o do altruísmo, do amor e da liberdade. Portanto, qualquer corrente que não for permeada pelos Impulsos Solares e altruístas será de seres sub-humanos que podem gerar uma vertente atrasada da humanidade, os seres humanos retrógrados (ironicamente, estes são os que se acham superiores racialmente, ou por status social ou condição financeira, porém, o véu de Maya está rasgando, e se verão nus diante de suas próprias imagens morais.)


Observando os fatos atuais – as violentas manifestações nos Estados Unidos (que já se expandiu para vários países) e que teve como ignição o assassinato covarde de cunho racista do negro George Floyd por um policial branco e as manifestações pró-Bolsonaro e antifascistas que expuseram o clima de tensão entre os lados, percebemos duas correntes polares atuando, algo que me remete a algo que Rudolf Steiner chamou de “Guerra de todos contra todos”.

“É impossível conceber o que pode acontecer em tais circunstâncias se a humanidade não tiver, até então, alcançado o altruísmo. Somente a realização do altruísmo permitirá que a humanidade seja mantida longe da destruição. A queda de nossa época atual será causada pela falta de moralidade. A época lemuriana foi destruída pelo fogo, o atlante pela água; nossa época e sua civilização serão destruídas pela “guerra de todos contra todos”, pelo mal. Os seres humanos se destruirão em conflitos mútuos. E o terrível – mais desesperadamente trágico do que outras catástrofes – será que a culpa recairá sobre os próprios seres humanos.” – Rudolf Steiner (GA 93 – The Work of Secret Societies in the World – Berlim, 23 de dezembro de 1904)

A discórdia foi plantada e temos que ter extrema clareza ao lidar com os aspectos que se manifestam à luz de nossa própria consciência.

Para quem é honesto intelectualmente, sabemos que as elites políticas protegem grupos que os patrocinam, que a mídia manipula informações de acordo com o interesse de seus donos e patrocinadores, que a polícia é desumanizada e violenta contra as comunidades carentes ou contra quem vai contra os interesses da elite corporativa como prática institucional interna, seguindo e protegendo a agenda dos grupos dominantes.

O desenvolvimento moral, que deveria ser elevadíssimo nos cargos de representação do Estado – como política, segurança pública e etc, infelizmente é extremamente subdesenvolvido, independente do grau de inteligência intelectual. Existem também pessoas inteligentes, porém muitas com má índole e egoístas – sem sentido humanitário. Pouco ou nada lhes importa o outro, quanto mais aquele cidadão invisível que passa necessidade por conta de péssimas administrações. Muitos veneram o militarismo, a morte, a tortura, as armas, o dinheiro e o poder e para conseguir o que querem e vão alimentando a discórdia e a mentira, principalmente nas mentes mais passivas e nas pessoas com a corrente do coração subdesenvolvidas. Estas os defenderão com unhas e dentes, justificarão atrocidades e soprarão suas mentiras para os ventos.

Só que o que previu Rudolf Steiner, está acontecendo agora. Ele trouxe em pormenores, detalhes do processo no tempo, no âmbito material e espiritual, desde o aspecto psicológico, intelectual, até as atuações de entidades de outras Hierarquias.

Esta página, se você acompanha suas publicações, perceberá que tem uma direção de conduta pela auto-reflexão para que os indivíduos consigam uma integração mais verdadeira e um caminho de desenvolvimento comum, mais elevado. Disse Steiner:

“Quando nosso íntimo (consciência moral) nos leva a agir, devemos ponderar cuidadosamente sobre a melhor maneira de corresponder ao bem do todo, à felicidade duradoura do próximo, à essência eterna”

Valores como a Verdade, o Amor, a Fraternidade, a Tolerância, a Apreciação, a Cooperação e Serviço sejam incorporadas não como um sacrifício apenas, mas como atitude inerente da alma individual.

Permitir e contribuir para que a expressão individual seja capacidade de todos, enriquecendo e embelezando todos os âmbitos de manifestação, desde o pensar até o atuar.

E chegar até lá dependerá da atuação de todos, desde o mais simples de coração ao mais consciente dos homens. Tudo por Amor como atuação, não apenas por Sabedoria.

Segundo a Antroposofia, o caminho regular da evolução humana é o do altruísmo, do amor e da liberdade – não confundir com a manipulação de liberdade para agredir, mentir (é minha liberdade de expressão – vide fake news), de criar discórdia, de fazer o mal e ser intolerante. Portanto, qualquer corrente que não for permeada pelos Impulsos Solares e altruístas será de seres sub-humanos que podem gerar uma vertente atrasada da humanidade, os seres humanos retrógrados (ironicamente, estes são os que se acham superiores racialmente, ou por status social ou condição financeira, porém, o véu de Maya está rasgando, e se verão nus diante de suas próprias imagens morais.)

Por isso, com relação ao contexto político que se manifesta hoje, coloco a posição da Página da Biblioteca contra quem incita o ódio, mentira, violência, discórdia, faz apologia a tortura, racismo, homofobia, desrespeita as mulheres, é contra a verdadeira educação, contra o meio ambiente, contra a arte e a cultura, à liberdade religiosa e de expressão, não sacramenta a relação humana com todos os seres humanos dignificando cada um deles.

Atenciosamente e sem medo,

Leonardo Maia


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *