LÚCIFER E AHRIMAN NA ATUALIDADE


LÚCIFER E AHRIMAN NA ATUALIDADE

Leonardo Maia


“É essencial nos informarmos objetivamente sobre essas coisas, a fim de que possamos tomar uma posição correta em relação ao que está acontecendo ao nosso redor no caminho de preparação para a encarnação de Ahriman. Somente se você aplicar uma reflexão profunda e madura ao que foi dito nessas palestras sobre as correntes arimânicas, você será capaz de apreender a gravidade da situação presente. A coragem de trazer esses anseios à superfície está, em grande parte, faltando.”

Rudolf Steiner, GA 191 – Lúcifer e Ahriman (01/set/1919)


Ao observarmos com calma interior, livres de passionalidades ou busca por autoafirmação ideológica, conseguimos reconhecer inúmeros aspectos, trazidos por Rudolf Steiner, das influências de Lúcifer e Ahriman na atualidade – 5ª Epoca Cultural Pós-Atlântica.

Muitos de nós devemos estar nos perguntando: o que está acontecendo com as pessoas? Desumanidade crescente, egoísmo, ódio, negacionismo, fanatismo, desinteresse pelo próximo e etc…

O tema é de extrema importância e de fácil percepção à luz da realidade atual. Por isso estou disponibilizando as traduções das conferências de Ahriman e Lúcifer no Núcleo de Pesquisa e aqui deixo algumas considerações para ponderação.

Sobre a influência de Lúcifer temos:

– Egoísmo e desinteresse pelos semelhantes que justifica qualquer ação contra as pessoas (como quebra de direitos, liberdade de ação e pensamento até mesmo culminando em violência e extermínio).

– Emocionalismo ardente gera um ódio ou uma paixão descontrolados (por exemplo: paixão pelo patriotismo nacionalista, fundamentalismo religioso ou mesmo paixão ideológica)

– Subjetividade, fantasia e alucinação – por exemplo: fake news, teorias infundadas e fantasiosas e luta contra um inimigo imaginário – os “contrários aos preceitos de Jesus” ou “os comunistas” ou “contrários aos valores morais e da família” por exemplo.

– Generalização, unificação e hipótese: qualquer questionamento às suas ideologias nos coloca dentro de categorias subjetivas hipotéticas e genéricas.

– Orgulho, insensatez e falta de abertura para diálogo e argumentação, pois tudo tende a gerar a reação emocional ardente, seja no “ódio” ou na “paixão” cegas.

Sobre a influência de Ahriman temos:

– Pensamento coletivo imposto por doutrinas fundamentalistas, por uma educação que coíbe o livre pensar, por ideologias de imposição e militarização que enfraquecem o EU individual.

– Impulso nacionalista etnista: ódio a imigrantes e um racismo crescente e explícito.

– Política partidária dogmática, gerando ódio e hostilidade decorrente da recusa em ver outros pontos de vista igualmente válidos (ou inválidos).

– A subjugação da vida cultural ao poder político e econômico – por exemplo, medicina, educação, pesquisa, jurisprudência criminal e etc…

– Nas ciências sociais: aceitação cega das estatísticas e a crença de que a satisfação das necessidades econômicas por si só garantirá o bem-estar humano.

– Na economia: a subjugação de todos os interesses vivos e humanos ao mecanismo desumano e impessoal de busca de lucros, à “pessoa artificial” da corporação, à Bolsa de Valores…

– O ódio alimentado por grupos políticos no poder, tanto através de mentiras (vide Fake News) quanto por interpretações dogmáticas recusando qualquer ponto de vista diferente e pejorando-os.

– Áreas como medicina, educação, pesquisa, cultura/arte entre outros sendo subjugado pelos poderes político e econômico (vide crise do Ministério da Saúde atual – militarizada e subjugada aos interesses políticos e econômicos, desvalorização dos Centros de Ciência e Pesquisa e o cunho ideológico-partidário da atual Secretaria de Cultura – contrário ao impulso de Liberdade Cultural).

– Militarização do Estado.

– Costumes, hábitos e caráter, e modo de pensar anti-intelectual, desprezo pela a arte, pelo intelecto e pela espiritualidade gerando alienação.

– Falta de interesse pelo próximo, desumanidade e agressividade.

– Imposição de dogmas religiosos na esfera política.

– Mecanização da vida e padronização de comportamentos.

Espero que você observe a realidade à nossa volta, pondere sobre os aspectos descritos acima e também seja capaz de “apreender a gravidade da situação presente”.

por Leonardo Maia

Acesse as conferências de Rudolf Steiner sobre “LÚCIFER E AHRIMAN” no Núcleo de Pesquisa Antroposófico:

Leitura 1: “A Encarnação de Lúcifer na Ásia no Terceiro Milênio AC” – GA 191 (01/set/1919)
Leitura 2: “A preparação de Ahriman para sua futura encarnação” – GA 191 (02/set/1919)

Próxima conferência a ser disponibilizada esta semana:

Leitura 3: “A encarnação de Lúcifer e Ahriman: passado Luciférico e futuro Ahrimânico” – GA 193 (04/nov/1919)

NÚCLEO DE PESQUISA ANTROPOSÓFICO – clique aqui


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *