NUNCA MAIS DE NOVO


NUNCA MAIS DE NOVO

por Andreas Pietsch

Tradução livre: Leonardo Maia


É tão forte o crescimento do nacionalismo, patriotismo pervertido, supremacia racial, étnica e religiosa além do separativismo – ideológico, religioso e social ($$$) no mundo e não percebemos que certas forças, ainda em atuação, podem se metamorfosear e atuar com um novo impulso destrutivo na humanidade (como um nazismo metamorfoseado).


A foto é Czeslawa Kwoka, uma católica polonesa, uma menina de 14 anos, uma criança.

Ela morreu em 18 de fevereiro de 1943 no campo de extermínio de Auschwitz com uma injeção de fenol no coração. Pouco antes da execução, ela foi fotografada pelo prisioneiro Whilem Brasse. Então Brasse testemunhou contra o carrasco de Kwoka.

A foto é o rosto de uma criança assustada que nem mesmo falava a língua de seus algozes e que havia perdido a mãe dias antes. Ela foi uma das cerca de 250.000 crianças e menores executados em Auschwitz-Birkenau.

É uma foto tão poderosa em tantos níveis que os olhos são a porta de entrada para a alma. A foto, originalmente exposta em preto e branco no Memorial Oświęcim, foi colorida pela fotógrafa profissional brasileira Anna Amaral, que ficou impressionada com a foto de Czeslawa e decidiu colori-la e disponibilizá-la a todos.

Nunca mais e para quem já não consegue ouvir: NUNCA MAIS !!!

Por Andreas Pietsch

Tradução livre: Leonardo Maia


Quer saber mais?

O ADVENTO DE AHRIMAN – palestras online

PALESTRA 1 – dia 15/out: “A influência das forças Luciféricas e Arimânicas na evolução da consciência humana”

https://www.sympla.com.br/o-advento-de-ahriman—parte-1__994657

PALESTRA 2 – dia 22/out: “A influência das forças Arimânicas na sociedade de hoje”

https://www.sympla.com.br/o-advento-de-ahriman—parte-2__995925

Valor: R$ 60,00 por palestra

“Aqueles que ainda não reconhecem a gravidade da situação atual no mundo também estão, de certo modo, ajudando a preparar a encarnação de Ahriman.” – Rudolf Steiner (GA 191, Lúcifer e Ahriman)


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *