O PENSAMENTO AUTÔMATO E AS BOLHAS IDEOLÓGICAS

ORÁCULO DA SENDA DO CONHECIMENTO – clique aqui


O PENSAMENTO AUTÔMATO E AS BOLHAS IDEOLÓGICAS

Leonardo Maia


“Somente se você aplicar uma reflexão profunda e madura sobre as correntes arimânicas, você será capaz de apreender a gravidade da situação presente.“

Rudolf Steiner


Absorver informações sem condições de ponderação consciente, devido ao seu volume e velocidade – muita informação e atualização velocíssima que chegam ao indivíduo em tempo real devido às novas tecnologias geram a percepção de que a realidade é a própria informação, seja ela verdadeira, falsa ou distorcida. Absorve-se inconscientemente, automaticamente.

Aliado a este processo, temos as correntes ideológicas e doutrinárias que, com a ajuda tecnológica dos algoritmos das redes sociais, criam bolhas de informação que aprisionam os indivíduos em padrões de pensamento restritos. Gerando indivíduos inconscientes, autômatos (que respondem automaticamente aos estímulos coordenados) e com um pensar padronizado – um não pensar, apenas a absorção e replicação das informações disponibilizadas, sejam elas verdadeiras, falsas ou distorcidas…

As redes sociais são as ferramentas que fomentam tais bolhas ideológicas através do algoritmo que “decide” quais informações o usuário vai receber. A possibilidade de ser um processo premeditado para manipulação de grupos e da mente coletiva é grande pela simples indisponiblização de opções como a de ver todas as publicações, ou filtrá-las por data ou relevância – procedimento muito simples ocultado em tais redes.

Todo este processo tem relação direta com a atual polarização e com o impulso da crescente indiferença ao outro ser humano, principalmente aquele que não me traz benefícios diretos ou indiretos, relativização do mal e inflamação de raiva e ódio acarretados por reação autômata, principalmente por impulsos contrapostos (adversos/contrários), sejam ideológicos ou sociais (todos os tipos de relacionamentos sociais).

Todo este processo pode gerar um Impulso de moralidade imposta, contrária ao desenvolvimento da moralidade livre, nem mesmo pela imoralidade individual, mas pela sua amoralidade e inconsciência e também através da marginalização e intolerância com quem está fora do meu espectro ideológico estimulando nas pessoas a utilização de máscaras sociais para aceitação.

Leonardo Maia

Agora, as interações e discussões os temas trazidos acontecerão no Grupo e no Canal da Biblioteca no Telegram – participe:

GRUPO: https://t.me/biblioteca_da_antroposofia

CANAL: https://t.me/bibliotecaantroposofia


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *