O SIGNIFICADO DO TEMPO PRESENTE


O SIGNIFICADO DO TEMPO PRESENTE

Adaptado do texto de Piero Cammerinesi

Traduzido do inglês por Leonardo Maia (original em italiano)


“Muitas forças de destruição estão trabalhando na terra! Toda cultura, toda vida civilizada entrará em decadência se a espiritualidade do Impulso de Micael não se apossar dos homens que são capazes de elevar a civilização, que se precipita morro abaixo. Se houver almas verdadeiramente antroposóficas, dispostas a trazer essa espiritualidade para a vida terrena, então haverá um movimento ascendente. Se tais almas não forem encontradas, a decadência continuará a se espalhar. A Grande Guerra, com todos os males que a acompanham, será apenas o começo de males ainda piores. O ser humano hoje está enfrentando uma grande crise. Ou eles devem ver a civilização caindo no abismo, ou eles devem elevá-la através da espiritualidade e promovê-la no sentido do Impulso de Micael.”

Rudolf Steiner, Karmic Relationships: Esoteric Studies, GA 240


São dias especiais.

Tempo em que assistimos a um duplo fenômeno.

Aqueles que se recusam a usar o pensamento crítico são cada vez mais agarrados pelo “pensamento único” da narrativa oficial, enquanto aqueles que, ao tentar interpretar os sinais do “Espírito do nosso tempo“, começam a desenvolver o que Massimo Scaligero chamou de “pensamentos iluminados“, e começam a ter uma visão mais ampla dos acontecimentos.

“A humanidade está mergulhada em uma névoa negra e escura e a única maneira de dispersá-la é através da luz de quem é capaz de gerá-la.”

Isso parece uma pista fundamental a ter em mente.

Quem são “aqueles que são capazes de gerar a luz”?

Obviamente, aqueles que seguem um caminho espiritual e são capazes de escapar do encantamento da Matriz externa (mundo material) – ou Maya se preferir – e, portanto, são capazes de iluminar a escuridão do sofrimento, confusão e dor que se eleva sobre nós, gerando uma luz interior de conhecimento e de ação.

“A presente encarnação é algo único na história dos tempos, assim como a transição entre a quarta e a quinta épocas da evolução foi, ao longo do tempo, uma ocasião única, porque correspondeu ao nascimento físico do Cristo, que para nós significa o nascimento espiritual de Cristo na alma humana. Quando dizemos o nascimento do Cristo na alma humana, estamos dizendo o nascimento da alma consciente, uma consciência que é continuamente acionada pela entidade do Arcanjo Micael à medida que realizamos nossos exercícios de prática interior, no momento em que um dilema sobre nosso destino se desdobra para nós…

…Hoje, na era de Micael, já começou a futura iniciação cristã, que nos preocupa e que deve ser pensada nesta encarnação, a mais importante que já vivemos e que viveremos.

Devemos saber, com absoluta certeza e convicção, que somos cidadãos do mundo, que viemos a esta Terra para realizar uma determinada experiência que é definitiva nesta encarnação, porque esta é a encarnação central em nossa jornada evolutiva. É o mais importante, mas ao mesmo tempo também tem sua própria impermanência. É como se o que fazemos desta vez fosse feito de uma vez por todas, assim como se nunca fossemos nascer de novo, como se tivéssemos sido avisados ​​que este seria o último dia de nossas vidas. Portanto, damos o melhor de nós mesmos. Sabemos que teremos vidas terrenas repetidas, mas esta encarnação, mesmo em sua transitoriedade, é o limite para o que há para fazer. Portanto, perceba que viemos de condições celestiais, como vimos no karma da comunidade solar, que todos já estivemos juntos e que assumimos um compromisso com um determinado propósito na Terra.

Esta é uma encarnação central, tão fundamental na história da evolução da humanidade quanto foi o tempo na quarta época da evolução quando Cristo nasceu na Terra, imagine que estamos no meio de uma linha e depois disso a linha continuará.” (Massimo Scaligero)

O que eu não conseguia entender na época era por que essa encarnação na virada do século 21 deveria ser a mais importante de toda a nossa aventura terrena.

Tivemos milhares de encarnações ao longo dos milênios… Eu posso entender isso sobre aquele durante o ponto de virada do tempo, mas hoje … o que há de tão especial nesta era?

Bianca Maria Scabelloni uma vez disse:

“Esta é a encarnação central em nossa jornada evolutiva”.

Bem, os eventos do último ano e meio me deram a resposta.

Estamos em uma transição histórica e estamos aqui porque fomos chamados, ou melhor, porque nos preparamos para uma tarefa fundamental.

O significado de toda a nossa vida é este tempo. Viemos à Terra apenas para isso; para dar testemunho da Luz, aqui e agora.

A preparação que fizemos antes de descer para a Terra, a Escola de Micael, os acordos que fizemos entre nós para nos encontrarmos, o encontro fundamental com o Caminho Espiritual, tudo, tudo não foi senão uma preparação para esta prova fundamental.

O tempo presente é sinistro: não se trata de uma expressão retórica. Quem sabe como as coisas realmente são, sabe que os poucos que têm alguma responsabilidade interior não devem mais perder um minuto, não devem mais adiar por um momento a decisão de realizar aquela superação cuja natureza eles realmente conhecem em segredo. Essas tarefas não podem mais ser adiadas. É necessário tomar a decisão serena para perceber aquela mesma força que foi possível evocar em certos momentos decisivos, quando parecia que os alicerces da vida deviam falhar por causa do colapso de todas as resistências humanas. Estamos à beira de eventos que podem ser seriamente destrutivos para a humanidade ou pressagiar um renascimento no sinal do Espírito.

Rudolf Steiner disse:

“Todo antropósofo deve ser movido por este conhecimento: tenho em mim o impulso da antroposofia. Eu o reconheço como o Impulso de Micael. Espero e sou fortalecido na minha espera pela verdadeira atividade da antroposofia na atualidade para que, após o curto intervalo concedido no século XX às almas antroposóficas entre a morte e o novo nascimento, eu possa voltar no final do século para promover o Movimento com muito mais força espiritual. Estou me preparando para a Nova Era que vai do século 20 ao século 21. . .

É assim que fala um verdadeiro antroposósofo. Muitas forças de destruição estão trabalhando na terra! Toda cultura, toda vida civilizada entrará em decadência se a espiritualidade do Impulso de Micael não se apossar dos homens que são capazes de elevar a civilização, que se precipita morro abaixo. Se houver almas verdadeiramente antroposóficas, dispostas a trazer essa espiritualidade para a vida terrena, então haverá um movimento ascendente. Se tais almas não forem encontradas, a decadência continuará a se espalhar. A Grande Guerra, com todos os males que a acompanham, será apenas o começo de males ainda piores. O ser humano hoje está enfrentando uma grande crise. Ou eles devem ver a civilização caindo no abismo, ou eles devem elevá-la através da espiritualidade e promovê-la no sentido do Impulso de Micael. ”

(Rudolf Steiner, Karmic Relationships: Esoteric Studies, GA 240)

“Todos vocês estão enfrentando o fim de uma era e o início de outra. O que vocês podem fazer hoje, não adiem para amanhã. Este dia agora, este é o dia que redime o futuro. Você ainda não está atrasado, mas se adiar, chegará tarde. Este dia agora decide seu destino. Se você usá-lo bem, ele determinará seu futuro. ”

(Beinsa Douno, “Pague suas dívidas”, 16 de junho de 1935)

Parece-me inegável que o homem está “mergulhado num nevoeiro escuro e negro e que a única forma de o dispersar é através da luz de quem pode gerá-lo”.

É como se nós, como Cavaleiros Templários, depois de um longo treinamento para o combate, estivéssemos finalmente enfrentando o inimigo.

Agora não podemos mais fechar os olhos. Não apenas a nossa, mas a evolução de toda a humanidade está em jogo.

E não me diga que não sabemos o que fazer, do contrário tudo o que estudamos, meditamos e exercitamos terá sido em vão.

Se não agora, quando? Se não nós, então quem?

Adaptado do texto de Piero Cammerinesi

Traduzido do inglês por Leonardo Maia (original em italiano)


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *