Atos de Amor e a Ciência Espiritual


ATOS DE AMOR E A CIÊNCIA ESPIRITUAL

Leonardo Maia


Lutar pela cultura, educação, liberdade, meio ambiente,
justiça social é um ato de amor: a si, ao próximo e ao mundo.


“O que aprendemos com a ciência espiritual? Que a falta de interesse no mundo é o egoísmo na sua forma mais grosseira. O interesse em toda a existência é o dever do homem. Portanto, almejemos e amemos o sol com o seu poder criativo, o seu amor pelo bem-estar da terra e as almas dos homens! Este interesse na evolução da terra deve ser a semente espiritual do amor pelo mundo. Uma ciência espiritual sem amor seria um perigo para a humanidade. Mas o amor não deve ser um assunto de pregação; o amor deve e de fato virá ao mundo através da divulgação do conhecimento das verdades espirituais. Atos de amor e a ciência espiritual devem estar inseparavelmente unidos “. – Rudolf Steiner (Ga 143- O Amor e o seu significado no mundo)

Hoje qualquer apoio aos menos favorecidos, cultura, educação, liberdade, meio ambiente, justiça social é atacada com injúrias, difamação e violência/agressão (“tudo comunista”). Adentramos um tempo de militarização e evangelização sem conscientização e moralidade, onde a violência contra as pessoas menos favorecidas ou com direção ideológica ou religiosa diferente está só crescendo. As políticas culturais, educacionais, ambientais e sociais está perdendo todo espaço para a política econômica e a de favorecimento a grupos ideológicos exclusivos (como neo-pentecostais, militares, ruralistas, banqueiros e etc…).

“O imperialismo econômico anglo-americano substituirá o Impulso Espiritual vivo. Instintos subconscientes do ser humano que inspiram medo, ódio, desejo de poder e impulsos sexuais destrutivos substituirão os Atos de Amor pelo bem-estar da Terra e pelas almas dos homens. Porém, atos de Amor e a Ciência espiritual devem estar inseparavelmente unidos.”

Num momento em que defender meu ego e meus interesses – apenas aquilo que me convém, é mais importante que a Verdade, o Amor e o interesse genuíno pelo próximo lembre-se: a Verdade do Espírito não é uma conveniência, ela é inabalável e o véu irá rasgar-se.

Lutar pela cultura, educação, liberdade, meio ambiente, justiça social é um ato de amor: a si, ao próximo e ao mundo.

Leonardo Maia – twitter: leonardoafmaia


Sinta se o conteúdo faz sentido para você ou não para compartilhar:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *