UMA REFLEXÃO SOBRE A SABEDORIA LUCIFÉRICA


UMA REFLEXÃO SOBRE A SABEDORIA LUCIFÉRICA

Leonardo Maia


O verdadeiro ser da Antroposofia é universal, ele integra, não segrega ou separa…


Uma reflexão sobre o fanatismo Luciférico: o tempo/Época da Consciência tem este desafio de superar o fanatismo dogmático/cego e, claro, temos isso na Antroposofia, justificado pela sua complexidade e também pelos seus aspectos suprassensíveis nos seus conceitos.

De certa forma, uma distorção ou mesmo a dissolução luciférica pode vir como uma resposta à cristalização dogmática de seus próprios conceitos trazida no livro de Yeshayahu Ben-Aharon:

“Pessoas em todos os continentes estão copiando e colando esse modelo totalmente invertido da Antroposofia, obviamente de uma forma ingênua e inconsciente forma, porque eles simplesmente seguem a autoridade e o exemplo de seus professores antroposóficos europeus e anglo-americanos.”

Este é um aspecto da Sabedoria Luciférica já metamorfoseado em fanatismo Luciférico pela corrupção da essência viva da Ciência Espiritual, então uma perspectiva de reversão às nossas próprias representações estreitas de identidades físicas, psicológicas, sociais, nacionais, culturais e religiosas pode distorcer também o verdadeiro ser da Antroposofia que é universal, que integra e não separa, pois essa reversão pode vir alimentada pela própria “alienação” cultural gerada pelo próprio processo de, como trouxe Yeshayahu Ben-Aharon: “uma antroposofia germanizada invertida ter se tornardo o modelo e o centro global deste processo de reversão.”

Leonardo Maia

COMENTÁRIOS EM VÍDEO NO CANAL DO YOUTUBE:


Participe da palestra:

RACISMO E A EVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA HUMANA

“Reflexões à luz da Antroposofia”

com Leonardo Maia – Administrador da Biblioteca Virtual da Antroposofia

A verdadeira superação do racismo só acontece na consciência humana. Como percorrer este caminho numa sociedade com racismo estrutural e desigualdade social?

– Violência institucional e individual
– Como separar o racismo estrutural do individual e qual a influência de um sobre o outro?
– O intrincado caminho do capital: o labirinto inconsciente
– Meritocracia?
– O desenvolvimento moral do ser humano e seu caminho gradual em direção ao Homem Ideal – o símbolo de Irmandade Universal
– Ferramentas do Espírito: reencarnação e carma
– Influências de Lúcifer e Ahriman como dissolução e cristalização
– O dragão da polarização: a atuação oculta no embate e intolerância inconscientes
– Fraternidade Universal: um caminho de evolução para a próxima etapa planetária (Júpiter)

Data: 26 de novembro, quinta feira às 20:00

CONTRIBUIÇÃO – você decide o valor de contribuição de acordo com as suas condições:

Valor Social / Estudante / Professor: R$ 30,00
Valor intermediário: R$ 45,00
Valor Integral: R$ 60,00
Você decide o quanto contribui!!!

Inscrições: https://www.sympla.com.br/racismo-e-a-evolucao-da-consciencia-humana__1044043


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




JUSTAMENTE POR AMOR…


JUSTAMENTE POR AMOR…

Leonardo Maia


Foto: O pai, chamado Nsala, olha para as mãos e os pés de seu filho de 5 anos de idade, cortado como uma punição por não ter feito a cota diária de borracha, durante o reinado de Leopoldo II no Congo Belga, 1904.


Um dos maiores desafios da humanidade que permanece até os dias atuais: o racismo. Muitas perguntas e reflexões se fazem importantes: conseguiremos superar o racismo no âmbito estrutural da sociedade?

Como opinião, acredito que políticas sociais e Leis que modelem uma sociedade mais equânime e justa, equilibrando oportunidades e as próprias condições econômicas, representativas e de capacitação dos grupos marginalizados e menos favorecidos, além, óbvio de uma estrutura legal eficiente que puna de forma correta atos de violência física e moral de grupos discriminados.

Porém deixo outra pergunta: como superar o racismo na consciência do indivíduo para além de uma colonização estrutural do Estado ou mesmo, ideológica? O reconhecimento da natureza divina do outro: o verdadeiro respeito e amor ao próximo para além das correntes raciais, étnicas e genéticas, a fraternidade universal real, na consciência humana, para além dos dogmas, leis e imposições ideológicas morais?

Por que temos que considerar isso? Justamente por amor…

Leonardo Maia

COMENTÁRIOS EM VÍDEO: 

Participe da palestra:

RACISMO E A EVOLUÇÃO DA CONSCIÊNCIA HUMANA

“Reflexões à luz da Antroposofia”

com Leonardo Maia – Administrador da Biblioteca Virtual da Antroposofia

A verdadeira superação do racismo só acontece na consciência humana. Como percorrer este caminho numa sociedade com racismo estrutural e desigualdade social?

– Violência institucional e individual
– Como separar o racismo estrutural do individual e qual a influência de um sobre o outro?
– O intrincado caminho do capital: o labirinto inconsciente
– Meritocracia?
– O desenvolvimento moral do ser humano e seu caminho gradual em direção ao Homem Ideal – o símbolo de Irmandade Universal
– Ferramentas do Espírito: reencarnação e carma
– Influências de Lúcifer e Ahriman como dissolução e cristalização
– O dragão da polarização: a atuação oculta no embate e intolerância inconscientes
– Fraternidade Universal: um caminho de evolução para a próxima etapa planetária (Júpiter)

Data: 26 de novembro, quinta feira às 20:00

CONTRIBUIÇÃO – você decide o valor de contribuição de acordo com as suas condições:

Valor Social / Estudante / Professor: R$ 30,00
Valor intermediário: R$ 45,00
Valor Integral: R$ 60,00
Você decide o quanto contribui!!!

Inscrições: https://www.sympla.com.br/racismo-e-a-evolucao-da-consciencia-humana__1044043


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




CONCILIAÇÃO E A VOLTA DA FRATERNIDADE


CONCILIAÇÃO E A VOLTA DA FRATERNIDADE

Rudolf Steiner


“Seríamos capazes de superar a intolerância e divergências e caminhar juntos em direção a um propósito maior comum: a dignificação de todos os seres humanos?”


O amor é superior à opinião. Se as pessoas se amam, as mais variadas opiniões podem ser conciliadas. Portanto, é profundamente significativo que na Teosofia nenhuma religião seja atacada e nenhuma religião seja especialmente escolhida, mas que todas sejam compreendidas e, portanto, podendo haver fraternidade porque os adeptos das mais variadas religiões se entendem.

Esta é uma das tarefas mais importantes para a humanidade hoje e no futuro: que os homens aprendam a conviver e se entendam. Se essa comunhão humana não for alcançada, toda conversa sobre desenvolvimento oculto é vazia.

Rudolf Steiner – Nos portões da ciência espiritual (aula 11)


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




O HOMEM BOM


O HOMEM BOM

Rudolf Steiner


“O homem bom é aquele que pode levar a sua alma para o interior da alma do outro.”

Rudolf Steiner


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




CORDIALIDADE NO SEGUNDO SETÊNIO


CORDIALIDADE NO SEGUNDO SETÊNIO

Rudolf Steiner


“Para a idade escolar dos 7 aos 14 anos é muito mais significativo que se conte algo de forma emotiva e afetiva ao invés de cobranças por meio de provas. A cordialidade no conteúdo de classe tem muito mais valor que a lógica pura, pois a criança ainda não a necessita: ela necessita de nós, necessita de nossa humanidade.”

Rudolf Steiner


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




O USO DESCONTROLADO DE DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS DA NOVA GERAÇÃO


O USO DESCONTROLADO DE DISPOSITIVOS ELETRÔNICOS DA NOVA GERAÇÃO

por Irene Hernández Velasco

Fonte: BBC News Mundo


Os principais alicerces da inteligência – linguagem, concentração, memória, cultura (definida como um corpo de conhecimento que nos ajuda a organizar e compreender o mundo) – são afetados pelo uso descontrolado de dispositivos eletrônicos: diminuição da qualidade e quantidade das interações intrafamiliares; perturbação do sono, que é quantitativamente reduzido e qualitativamente degradado; superestimulação da atenção, levando a distúrbios de concentração e aprendizagem; subestimulação intelectual.


“A Fábrica de Cretinos Digitais” é o título do último livro do neurocientista francês Michel Desmurget, diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Saúde da França. Ele apresenta uma série de dados e estudos acerca do efeito perverso que o uso descontrolado de dispositivos eletrônicos tem sobre o desenvolvimento neural de crianças e jovens: uma geração menos inteligente.
Para o pesquisador, os pais permitem que os filhos sejam expostos a uma orgia digital empobrecedora que poderá causar danos permanentes e levar a humanidade um cenário dramático, muito próximo ao da distopia de Aldous Huxley, “Admirável Mundo Novo”.

Desmurget estima que, pela média atual de exposição, antes de completar 18 anos, a atual geração terá passado o equivalente a 30 anos letivos em frente às telas.

Em nenhum momento ele defende o fim de videogames, a proibição de assistir televisão ou a interrupção da “revolução digital”. Mas adverte para o perigo dos excessos e do lobby de uma indústria bilionária a se valer de pesquisas frágeis. Por fim, sugere que os pais busquem informação ampla e usem a velha e boa técnica de estabelecer limites e horários para os filhos.

“Simplesmente não há desculpa para o que estamos fazendo com nossos filhos e como estamos colocando em risco seu futuro e desenvolvimento”, disse Desmurget na entrevista que concedeu à BBC (link no fim deste texto).

Resumi em dez itens as informações trazidas pelo neurocientista:

1) Os testes de QI apontaram que as novas gerações são menos inteligentes que as anteriores, inclusive em países onde fatores socioeconômicos têm sido estáveis por décadas. Os “nativos digitais” são os primeiros a ter QI inferior ao dos pais em lugares como Noruega, Dinamarca, Finlândia, Holanda e França.

2) Sobre estudos que afirmam que os videogames ajudam a obter melhores resultados acadêmicos, Desmurget não tem meias palavras: “Digo com franqueza: isso é um absurdo. Essa ideia é uma verdadeira obra-prima de propaganda. Baseia-se principalmente em alguns estudos isolados com dados imprecisos, que são publicados em periódicos secundários, pois muitas vezes se contradizem”.

3) Vários estudos sérios demonstraram que quando o uso de televisão ou videogame aumenta, o QI e o desenvolvimento cognitivo diminuem.

4) Os principais alicerces da inteligência afetados são: linguagem, concentração, memória, cultura (definida como um corpo de conhecimento que nos ajuda a organizar e compreender o mundo). Esses impactos levam a uma queda significativa no desempenho acadêmico.

4) As causas da queda no desenvolvimento se devem à diminuição da qualidade e quantidade das interações intrafamiliares (essenciais para o desenvolvimento da linguagem e da emoção); perturbação do sono, que é quantitativamente reduzido e qualitativamente degradado; superestimulação da atenção, levando a distúrbios de concentração e aprendizagem; subestimulação intelectual, que impede o cérebro de desenvolver todo o seu potencial.

5) O tempo gasto em frente a uma tela para fins recreativos atrasa a maturação anatômica e funcional do cérebro em várias redes cognitivas relacionadas à linguagem e à atenção.

6) Atividades relacionadas à escola, trabalho intelectual, leitura, música, arte e esportes têm um poder de estruturação e nutrição muito maior para o cérebro do que as telas.

7) É difícil dizer aos filhos que as telas são um problema quando os pais estão constantemente conectados aos smartphones ou consoles de jogo.

8) Vários estudos – inclusive um relatório da União Europeia – desmentem a crença de que os nativos digitais têm alta performance no uso de computadores. Ao contrário, tais estudos mostram baixa competência digital de crianças e adolescentes superexpostos aos eletrônicos. Também indicam que eles não são muito eficientes no processamento e compreensão da vasta quantidade de informações disponíveis na internet. Em resumo, são bons apenas para usar aplicativos digitais básicos, comprar produtos online, baixar músicas e filmes.

9) Alguns países estão começando a legislar contra o uso de telas. O pesquisador não defende leis draconianas, mas a garantia de que os pais receberão informação abrangente e de qualidade.

10) Se a orgia digital não parar, Desmurget acredita que haverá um aumento das desigualdades sociais e uma divisão progressiva da sociedade entre uma minoria de crianças preservadas da superexposição (que possuirão, por intermédio da cultura e da linguagem, todas as ferramentas necessárias pensar e refletir sobre o mundo), e uma maioria de crianças com ferramentas cognitivas e culturais limitadas incapazes de compreender o mundo e agir como cidadãos cultos.

Sugiro a leitura completa e atenta da reportagem abaixo:
https://www.bbc.com/portuguese/geral-54736513


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




ORAÇÃO AOS ANTEPASSADOS


ORAÇÃO AOS ANTEPASSADOS

Bert Hellinger


Que a força e a bênção de cada geração alcance sempre e inunde a geração seguinte.


Oração aos ANTEPASSADOS

“Gratidão queridos pais, avós e demais ancestrais por terem tecido o meu caminho, imensa gratidão pela imensidão dos seus sonhos que, de alguma forma, são hoje a minha realidade.

A partir deste ponto e com muito amor, dou luz à tristeza que houve nas gerações passadas, dou luz à raiva, às partidas prematuras, aos nomes não ditos, aos destinos trágicos.

Dou luz à flecha que cortou caminhos e tornou a calçada mais fácil para nós.

Dou luz à alegria, às histórias repetidas várias vezes.

Dou luz ao não dito e aos segredos de família.

Dou luz às histórias de violência e ruptura entre casais, pais e filhos e entre irmãos e que seja o tempo e o amor que volte a unir.

Dou luz a todas as memórias de limitação e pobreza, a todas as crenças desestruturantes e negativas que permeiem o meu sistema familiar.

Aqui e agora semeio uma nova esperança, alegria, união, prosperidade, entrega, equilíbrio, ousadia, fé, força, superação, amor, amor e amor.

Que todas as gerações passadas e futuras sejam agora, neste instante cobertas com um arco-íris de luzes que curem e restaurem o corpo, a alma e todos os relacionamentos

Que a força e a bênção de cada geração alcance sempre e inunde a geração seguinte.

Assim seja. Assim é!”

Bert Hellinger


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




A NECESSIDADE DE UMA EDUCAÇÃO HUMANIZADA


A NECESSIDADE DE UMA EDUCAÇÃO HUMANIZADA

Leonardo Maia


Uma das grandes bençãos que a criança pode receber é a de conseguir perceber o amor, respeito e cuidado entre seus pais, independente de estarem juntos ou não. Isso se torna um dos grandes alicerces para o desenvolvimento de sua moralidade individual.


Consciência, liberdade, dignidade, noção de respeito e amor ao próximo: como posso criar um ambiente propício para que essas qualidades floresçam no coração humano?

A razão, se esta tem desconexão com o sentir, se torna árida e fria, aquela que justifica a falta de humanidade, é a razão puramente intelectual, desconectada do coração, que justifica as atrocidades e a indiferença com o outro ser humano, sendo que, necessariamente, o caminho de desenvolvimento e realização da alma humana é o serviço em prol do bem maior.

Muitos sequer percebem sua falta de humanidade, justificam intelectualmente as necessidades que levam às suas tomadas de decisão, mesmo que elas causem sofrimento ao próximo, pois é indiferente, eles não sentem mais compaixão ou pouco sentem, como se estivessem anestesiados.

A carta abaixo (independente de sua autenticidade/veracidade) diz muito sobre a necessidade de uma educação humanizadora, onde o alicerçamento de uma boa índole se torna essencial para o futuro da humanidade – a conexão do pensar com o coração com a Vontade conectada ao impulso de dignificação do ser humano:

Após o término da segunda guerra mundial, esta carta foi encontrada num campo de concentração nazista, contendo a seguinte mensagem dirigida aos professores:

“Prezado Professor, sou sobrevivente de um campo de  concentração. Meus olhos viram o que nenhum homem deveria ver.
Câmaras de gás construídas por engenheiros formados.
Crianças envenenadas por médicos diplomados.
Recém-nascidos mortos por enfermeiras treinadas.
Mulheres e bebês fuzilados e queimados por graduados de colégios e universidades.
Assim, tenho minhas suspeitas sobre a Educação.
Meu pedido é: ajude seus alunos a tornarem-se humanos. Seus esforços nunca deverão produzir monstros treinados ou psicopatas hábeis. Ler, escrever e saber aritmética, só serão importantes se fizerem nossas crianças mais humanas.”

Autor Anônimo

Por Leonardo Maia


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




AMOR PARA ALÉM DO TEMPO COMPARTILHADO NUMA RELAÇÃO


AMOR PARA ALÉM DO TEMPO COMPARTILHADO NUMA RELAÇÃO

Leonardo Maia


Uma das grandes bençãos que a criança pode receber é a de conseguir perceber o amor, respeito e cuidado entre seus pais, independente de estarem juntos ou não. Isso se torna um dos grandes alicerces para o desenvolvimento de sua moralidade individual.


As pessoas maduras emocionalmente conseguem reconhecer a diferença entre o que é amor e o que é paixão e sabem que, muitas vezes, um relacionamento pode ser enuviado por ressentimentos, mágoas, carências e apegos, porém, conseguem manter um equilíbrio interior, não permitindo que todas as dificuldades que culminaram no fim de um relacionamento terminem com o respeito, cuidado e carinho pela outra pessoa. Ou seja, conseguem preservar o Amor verdadeiro.

Ninguém cruza nosso caminho à toa. Existem lições muito importantes em cada encontro e é sábio aquele que sabe reconhecê-los e honrá-los. Aquele que compreende as dificuldades do outro e venera suas qualidades, que sabe preservar o espaço, a individualidade e a liberdade de cada um e mantém isso além do tempo compartilhado numa relação, este sim, está mais próximo de reconhecer o verdadeiro Amor.

E lembrem-se:

Uma das grandes bençãos que a criança pode receber é a de conseguir perceber o amor, respeito e cuidado entre seus pais, independente de estarem juntos ou não. Isso se torna um dos grandes alicerces para o desenvolvimento de sua moralidade individual.

por Leonardo Maia


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




O PONTO DE VIRADA: A ESTRUTURAÇÃO DO EU HUMANO


O PONTO DE VIRADA: A ESTRUTURAÇÃO DO EU HUMANO

Trecho da palestra “Advento de Ahriman” por Leonardo Maia


Embora a humanidade como um todo leve algum tempo para assumir o veículo aperfeiçoado da consciência Crística, já existem algumas almas avançadas neste processo que contribuirão com o alicerçamento do EU Crístico na entidade humana.


O evento central da Era da Terra ocorreu durante a Época Greco-Romana, na Palestina.

Era a encarnação de um Ser espiritual muito elevado, chamado de “Cristo” – o Ser Solar, culminando nos eventos que cercavam a Crucificação: o “Mistério do Gólgota”.

Este evento foi o ponto de virada (“the turning point”) da evolução da Terra: da descida do Espírito à matéria, em direção à ascensão de volta ao Espírito, com os frutos obtidos da estada na matéria.

A encarnação de Cristo criou um momento decisivo, pois toda a evolução gira em torno deste evento central. Sua doação é a estruturação do EU humano (consciência do EU) ao homem no ponto de virada do tempo.

O EU aperfeiçoado de Cristo agora existe em uma forma etérica no reino supra-etérico e pode se replicar para aqueles que desejam assumir esta forma aperfeiçoada.

Embora a humanidade como um todo leve algum tempo para assumir o veículo aperfeiçoado da consciência Crística, já existem algumas almas avançadas neste processo que contribuirão com o alicerçamento do EU Crístico na entidade humana.

Trecho da palestra “Advento de Ahriman” por Leonardo Maia


 RECEBA NOSSA NEWSLETTER:


 AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:




CLOSE
CLOSE