RUDOLF STEINER E O CÍRCULO SECRETO DOS DOZE


RUDOLF STEINER E O CÍRCULO SECRETO DOS DOZE

Giorgio Tarditi Spagnoli

Resumo e considerações pessoais por Leonardo Maia


“A convocação ritual de Christian Rosenkreutz teria sido o clímax onde os 12 iniciados canalizaram a sabedoria oculta permitindo assim que o Cristo Etérico se manifestasse através do representante da humanidade no centro. Steiner acreditava que o ritual do Círculo dos 12 poderia trazer a Europa a uma nova era na qual o conhecimento científico e espiritual seriam um, impedindo o “ódio nacional entre as nações”. Como o chamado espiritual não foi cumprido pelos humanos, sua terrível contra-imagem, sua sombra, se materializou: tivemos o rompimento da Segunda Guerra Mundial e o horror dos campos de concentração. Na época Steiner considerou que caso a chance fosse perdida, o chamado do mundo espiritual recuaria e esperaria por um tempo melhor em torno de 100-120 anos, ou seja, em torno de nosso tempo, na janela entre 2014-2024.”


Esta tradução traz uma história pouco conhecida que tem sido transmitida em alguns círculos antroposóficos que o autor considera relevante .

Logo após a fundação da Mystica Aeterna (loja da sociedade oculta OTO – Ordo Templi Orientis licenciada para Rudolf Steiner), em 1906, Steiner queria compor um Círculo Interno de 12 Adeptos: eles teriam sido selecionados entre a nata dos membros europeus.

Este texto traz as questões e propósito da formação do círculo secreto. O autor coloca que sua exposição pode ser o ponto chave onde muitos cenários esotéricos podem ser revelados. É importante salientar também que Steiner considerou que o mesmo cenário Espiritual esperaria por um tempo melhor em torno de 100-120 anos (ou seja, em torno de nosso tempo, agora na janela entre 2014-2024).

O ponto focal fica em cima da “Sabedoria Rosacruz”, de onde Heindel se inspirou para sua obra “Conceito Rosacruz do Cosmos”- inclusive dedicou essa obra a Rudolf Steiner.

Explica que a divisão entre Mystica Aeterna Rosicrucianism e a fundação da Sociedade Antroposófica está na origem da alegação de Heindel de ser o “representante escolhido do Irmão Maior Rosacruz”: o rito da Fraternidade Rosacruz não é antroposófico, já que Steiner fundou a Sociedade Antroposófica apenas em 1912 como portador externo do Rosacrucianismo da Mystica Aeterna – mas, na verdade, é baseado no Rosacrucianismo de Steiner.

Descreve alguns processos cruciais em relação a figura central de Christian Rozenkreutz, desde a descrição de uma importante encarnação anterior em um esconderijo dos templários, um castelo na Áustria, onde recebeu instrução de 12 homens sábios – que possuíam em si a sabedoria oculta do místico 7 + 5: Sete Oráculos Atlantes e a sabedoria oculta das cinco épocas culturais. Ele devolveu toda a sabedoria oculta de uma nova maneira, não como conhecimento aprendido, mas diretamente como pensamentos vindos do coração, pensamentos do coração: pensamento (Cruz) e sentimento (Rosa) se uniram na história da humanidade, e a subsequente encarnação foi então a personalidade conhecida pelo nome simbólico de Christian Rosenkreutz.

A iniciação mística dos 12 foi, por sua vez, um eco dos 12 Cavaleiros da Távola Redonda em torno do Santo Graal e de Parsifal, o Portador do Graal. Então vemos que Steiner queria compor o Círculo dos 12 a fim de convocar Christian Rosenkreutz através de um ritual teúrgico: ele acreditava que o ritual do Círculo dos 12 poderia trazer a Europa a uma nova era na qual o conhecimento científico e espiritual seriam um, impedindo o ódio nacional entre as nações.

Ele descreve o propósito inicial do primeiro Goetheanum: o Primeiro Goetheanum não era uma instituição cultural, como o segundo é agora, o primeiro Goetheanum era um enorme templo ocidental de Mistério, mas uma vez que o edifício não resolveu sua função sagrada, ele passou para plano etérico através do fogo.

A convocação ritual de Christian Rosenkreutz teria sido o clímax onde os 12 canalizaram a sabedoria oculta permitindo assim que o Cristo Etérico se manifestasse através do representante da humanidade no centro. Os membros selecionados, se estivessem espiritualmente preparados, alcançariam então a visão do Cristo Etérico de um modo novo, livre e consciente: O próprio Steiner deveria ser iluminado por Christian Rosenkreutz, sendo o décimo terceiro no meio do círculo dos 12, enquanto os 12 detinham o grau IX de “Epopt of the Illuminati”, Steiner tinha o grau X de Rex Summus.

Mas isso não aconteceu e em vez de ter a visão do Cristo Etérico através da convocação teúrgica de Christian Rosenkreuz por volta de 1933, tivemos o rompimento da Segunda Guerra Mundial e o horror dos campos de concentração: a sombra do chamado espiritual ignorado materializou-se.

Na época Steiner considerou que a chance poderia ser perdida, e assim o mundo espiritual chamado recuaria e esperaria por um tempo melhor em torno de 100-120 anos, ou seja, em torno de nosso tempo, na janela entre 2014-2024.

O autor também aborda o impulso pelo retorno ao núcleo esotérico de Elizabeth Vreede e Ita Wegman no passado e de Peter Tradowsky e Judith von Halle agora. “Mas eles sofreram o mesmo destino: todos foram tristemente expulsos pelos antroposofistas mais dogmáticos no comando do Goetheanum.”

Texto original do antropósofo italiano Giorgio Tarditi Spagnoli publicado pela Rosicrucian Tradition. Muito interessante que vale a leitura.

Resumo e considerações pessoais por Leonardo Maia

A tradução completa do texto original pode ser encontrado no NÚCLEO DE PESQUISA ANTROPOSÓFICO na seção de textos de outros autores:

Título: Rudolf Steiner e o Círculo Secreto dos Doze
Autor: Giorgio Tarditi Spagnoli

https://bvapremium.com.br/


NÚCLEO DE PESQUISA ANTROPOSÓFICO:

Última conferência publicada: A Origem Luciférica da Antiga Sabedoria – Ahrimanização (GA 191 – Lúcifer e Ahriman, 15/11/1919)

Próxima conferência: O Ser Humano como Ser de Vontade (GA 191 – Lúcifer e Ahriman, 09/11/1919)

Acesse: https://bvapremium.com.br/


FAÇA UM PIX E AJUDE A MANTER A BIBLIOTECA NO AR:

Chave Pix – CPF: 026.322.796-07
Titular: Leonardo André Fonseca Maia




Um comentário em “RUDOLF STEINER E O CÍRCULO SECRETO DOS DOZE”

  1. “Vacina”
    ..mas isto já não se dá com a adição de flúor na água tratada, do iodo no sal de cozinha e o “encapsulamento” do Ser/corpo humano através dos “antiperspirantes” para até 72 horas! no desodorante de axila, – dos desodorantes dos pés e regiões genitais – enxaguatórios bucais?
    O que é biológico-(lógico para a vida) então irrecusável e o que é doença?
    Por exemplo: sarampo e Covid-19!
    Porque não eliminamos a “vacinação de microorganismos” (para que não “adoeçam/morram”),
    com conservantes, colorantes, de alimentos industrialisados? Durariam estes menos ou seriam impossíveis?
    ! Porque o “Sars” “Corona Vírus” foi admitido pelo Ser humano ?
    Grato pela atenção
    Márcio 27/3/2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *